4.3.11

CARNAVAL

Não sou muito dado a grandes folias, ainda que também não seja carrancudo e até tenho boas recordações de algumas brincadeiras de Carnaval nos tempos da minha juventude, mas como é claro com o passar dos anos vamos perdendo alguma agilidade e disponibilidade para estar sempre em festas, como acontece com os jovens.
Mas também é certo que existem exageros e umas das brincadeiras que nunca aceitei ou fiz foi o de atirar farinha ou ovos para cima das pessoas. Molhá-las com uma pistola de água ou fazer a partida da carteira, ainda fez as minhas delícias durante muitos anos, mas agora já é apenas uma recordação de juventude.
De qualquer modo numa época em que o país anda tão deprimido, talvez o Carnaval até venha em momento oportuno para aliviar um pouco a nossa revolta. No entanto repara-se que os modos de hoje são muito diferentes dos de antigamente e praticamente já é raro ver grandes grupos de jovens, rapazes e raparigas, praticamente irreconhecíveis, que se passeavam pelas ruas da cidade ou das aldeias assustando as pessoas e fazendo algumas "tropelias". O Carnaval destes dias está demasiado descaracterizado e ora é mais parecido com o dia das bruxas ( o halloween dos Estados Unidos), ou com o Carnaval brasileiro. Seja como for, tenham um bom Carnaval e divirtam-se!

1 comentário:

Lu! disse...

Concordo contigo!
Eu cá não sou muito adepta do Carnaval, mas vamos daí alegrar um pouco ;)
Beijinhos