6.6.10

ESPECTACULAR

A vida tem o condão de nos surpreender a todo o momento. Não é em vão que se costuma dizer que o mundo é pequeno e ontem tive a oportunidade de confirmar isso. O Workshop de Teatro das Aboboreiras conheceu o seu fim que foi marcado com um jantar de encerramento, contando com a presença de muitos associados, além dos formando. Durante o mesmo foram entregues os Certificados aos participantes e o grupo de teatro queria oferecer algo à professora e monitora, tendo-me solicitado um exemplar de cada um dos meus romances ("A Onze de Setembro" e "Em Nome do Pai do Filho e...") a que eu acedi com a maior satisfação e orgulho!
Durante o jantar decorreram vários momentos de improviso e depois fez-se a entrega de diplomas e a respectiva oferta à professora. Espanto quando ela abriu o embrulho e disse conhecer os livros embora não os tivesse lido e questionou-me se eu conhecia o esposo que se chama Juan Mozzicafreddo! Fiquei siderado e disse-lhe que fora o meu professor e orientador de Mestrado, e que lhe tinha feito a oferta de dois livros iguais quando frequentava as aulas, tendo ele respondido com a oferta de dois volumes sobre a Administração Pública. Rimos a bom rir a mensagem foi passada para os restante participantes exactamente nos moldes da expressão "que o mundo é pequeno". Nem eu imaginaria que a Margarida Tavares era esposa do Professor Juan, nem esperaria ver a esposa do Juan numa aldeia do meu concelho.
De qualquer forma foi um dia ... e noite espectacular, porque depois a conversa extensiva a todos tomou quase um rumo familiar e só terminaria muito para além da uma da manhã e estou convicto que terminou mais cedo porque a Margarida ainda tinha de ir para Lisboa. Diga-se de passagem que ela, além de dar aula ainda anda envolvida com o Doutoramento em Londres! Mas o fabuloso foi aquela descoberta! Fiquei feliz, porque quando damos algo sem querermos receber nada em troca temos as mais surpreendentes retribuições e aquela gente das Aboboreiras também teve a sua merecida recompensa com uma noite extraordinária!

1 comentário:

Lu! disse...

É bom quando acontecem coisas das coisas não contamos. Sabe sempre bem =)

Beijinhos