25.2.11

AUSÊNCIAS

Não tem nada a ver com a confusão que anda para o Médio Oriente ou com a subida assustadora do preço do petróleo, ou dos juros da dívida portuguesa, mas sim com outros problemas da minha vida particular. Com a eleição para secretário da Direcção da Associação das Aboboreiras deixei de ter o tempo livre que tinha! Agora as coisas são muito mais cronometradas e o tempo passou a ser um "bem" cada vez mais escasso. Eis a razão das minhas ausências!
Escassa também tem sido a paz no Médio Oriente e Norte de África com ameaças de se propagar a outros países. Mas o que acho ridículo, para não dizer hipócrita, é o ataque das democracias ocidentais aos ditadores agora caídos em desgraças, quando ainda há pouco tempo os bajulavam como se fossem deuses imortais do Olimpo. Entre esses grandes hipócritas estão os Estados Unidos, mas infelizmente Portugal também faz parte do grupo.
Amanhã à noite vou assistir à despedida do Palhaço Esparguete. O Manuel António, vai pôr fim a uma longa carreira de palhaço amador que deu muitas alegrias às crianças dos concelhos de Tomar e vizinhos. Vai dedicar mais tempo ao teatro sério e tentar transmitir algo do que sabe aos mais jovens. O Manuel António merece o meu aplauso e de muita gente. Certamente não estarei ausente!

1 comentário:

António Branco disse...

esperemos que o Kadafi saia no dia do palhaço esparguete :)