20.1.11

COMEÇARAM OS CORTES

Apesar da campanha eleitoral para as Presidenciais que se realizam no domingo próximo (dia 23 de Janeiro) a noticia de maior eco hoje foi o que se prende com os cortes salariais da administração pública, nas suas mais diversas vertentes. Tenho duas posições sobre esta questão, uma de cariz puramente nacionalista, no bom sentido da palavra e outra de valor constitucional.
Quanto à primeira, considero a medida justa no sentido de todos terem de fazer esforços para que se consigam equilibrar as contas do país (se todos são penalizados ou não, isso é outra coisa). Enquanto valor constitucional, considero na minha opinião que tal decisão viola a Constituição da República Portuguesa.
Além do mais ao aplicar esta decisão, o Estado abriu a porta para que o mesmo princípio fosse aplicado a nível das actividades privadas, o que veio de facto a acontecer com a não aplicação do acordo para o salário mínimo nacional, e ao contrário do que diz a ministra e todo o governo o mesmo não irá ser actualizado para os 500 Euros, pois não será em seis ou oito meses que as tais empresas com dificuldades se modernizam ou adquirem novas capacidades para disponibilizar esse valor.
Mas ao aplicar todos esses instrumentos o Estado deveria igualmente ter congelado os preços, ou seja não se verificar inflação, pois deste modo o que acontece, aliás já está a acontecer é que os portugueses (alguns!) estão a ser duplamente penalizados. Enquanto isso há os outros e entre esses outros estão os que levaram o país a esta situação! Nesse caso o único corte acertado era o do... pescoço!

2 comentários:

António Branco disse...

basicamente, a eleição do presidente já nem interessa para muito... pelo menos quando comparado com o corte no sustento dos cidadãos... no entanto, é de salientar que - do meu ponto de vista - boa parte do que está a suceder teve início nos tempos em que o presente presidente era primeiro ministro... mas o pessoal esquece... e quem esquece...

Lu! disse...

Eu vou votar... Mas nem sei em quem... A merda é toda a mesma =/