24.1.11

MENTIRA E LADROAGEM CONTINUAM

Independentemente das acusações que me façam nunca a minha filiação partidária interfirá nas minhas opiniões. Isto que fique claro, não vendo a minha consciência a símbolo nenhum, muito menos quando ele põe em causa os seus princípios históricos!
Por isso votei Manuel Alegre. E quanto a isso está provado, com a subida dos juros da divida pública portuguesa que se verificou hoje, que Cavaco Silva mentia. Aliás a única forma de não mentir mais foi não responder a muitos dos desafios que lhe foram lançados na campanha. Ele é tão, ou menos, sério que todos os outros candidatos e não é exemplo para ninguém. Mas o país à imagens de que fez aos Isaltinos, Felgueiras ou Loureiros preferiu votar nos "incorruptíveis"!
Por outro não posso deixar de lamentar que no dia a seguir às eleições presidenciais, o governo através de Helena André venha reduzir o período de indemnização dos trabalhadores por despedimento, em mais uma autêntica ladroagem feita por este governo encabeçado por José Sócrates, e que na senda das afirmações do actual e futuro Presidente da República, este não tenha a frontalidade de se opor a tais medidas! Mais uma prova do seu interminável rol de mentiras e da sua continuada cumplicidade com a ladroagem que se vai fazendo neste país, para tapar os buracos criados pela ladroagem dos seus amigos entre os quais se contam Oliveira e Costa ou Dias Loureiro! A Mentira e a Ladroagem, continua e só as armas colocarão fim a esta pouca vergonha!

1 comentário:

António Branco disse...

Quer-me parecer que a coisa piorará ainda mais. Não que eu esteja de acordo. Mas os governantes pensam que assim os patrões contratarão mais... na verdade, em questionário recente feito aos patrões, ninguém se queixava da dificuldade em despedir mas do preço da energia... mas esse não desce...